San Sebastián, na Espanha, recebe filmes com a temática LGBT em seu 65º Festival de Cinema

A partir desta semana, entre os dias 22 e 30 de setembro, a cidade de San Sebastián, no norte da Espanha, recebe a 65ª edição de seu festival de cinema, um dos mais importantes do mundo. Sete filmes concorrem ao Prêmio Sebastiane, troféu dado ao melhor longa com temática LGBT. Um dos filmes, inclusive, está em cartaz no Brasil. É o “Uma Mulher Fantástica”!

Confira as sinopses dos filmes que o site LGBT Out There fez dos filmes que estarão em cartaz:

Uma mulher fantástica: neste filme chileno de Sebastián Lelio, temos a história de Marina, uma garçonete transexual que passa boa parte dos seus dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e, para isso, canta durante a noite em diversos clubes de sua cidade. O problema é que, após a inesperada morte de seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total. O filme, que ganhou o Teddy Award no Festival de Berlim, prêmio para o melhor longa com temática LGBT, foi o escolhido pelo Chile para concorrer a uma vaga na disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro. E atualmente está em cartaz em algumas cidades brasileiras.

120 batidas por minuto: ambientado nos anos 90, este filme de Robin Campillo conta a história da Act Up-Paris, associação francesa mais influente e articulada de luta e reconhecimento em relação à Aids, doença que nesse momento matava cada vez mais pessoas. Recém-chegado ao grupo, Nathan fica surpreso com o radicalismo de Sean, que consome suas últimas energias nas ações. Este filme ganhou este ano o Queer Palm, prêmio do Festival de Cannes para o melhor filme com temática LGBT.

Soldiers. Story from Ferentari (Soldados. História de Ferentari, em tradução livre): coprodução da Romênia-Sérvia-Bélgica que conta a história de Adi (40), um antropólogo abandonado recentemente pela namorada que se muda a Ferentari (o bairro mais pobre de Bucareste), com a intenção de escrever sobre o manele (a música pop da comunidade romena). Enquanto pesquisa sobre o tema, conhece Alberto, um ex-preso romeno que promete ajudá-lo. Ambos logo iniciam um romance no qual Adi alimenta Alberto com improváveis planos para sair da pobreza e Alberto o corresponde com palavras de amor elaboradas. Quando o dinheiro termina, ambos se veem presos em um apartamento no qual se amam e se utilizam um ao outro, em um jogo de necessidade e poder sem vencedores.

Cargo: uma coprodução da Bélgica, Holanda e França, este filme de Gilles Coulier traz a história de de três irmãos que possuem um negócio familiar de pesca e estão tentando salvá-lo da destruição. A paixão pela profissão, mas também por seus entes queridos, os leva, no entanto, a ações desesperadas. Cargo é uma história sobre como o desespero pode levar uma família às margens da destruição.

Me chame pelo seu nome: este filme do diretor italiano Luca Guadagnino narra a história de Timothée Chalamet, um jovem estudante que vai passar o verão de 1983 na casa da sua família na Riviera italiana. Lá, além de viver os típicos momentos da adolescência, ele presencia a chegada de um acadêmico, amigo de seu pai. Os dois se aproximam e acabam se apaixonando loucamente. O filme, baseado no livro homônimo do egípcio André Aciman, será lançado no Brasil no dia 18 de janeiro de 2018.

The Cakemaker (O fazedor de bolos, em tradução livre): nesta coprodução alemã-israelense, de Ofir Raul Graizer, temos a história de Thomas, um jovem boleiro alemão que mantém um romance com Oren, um homem casado israelense que realiza frequentes viagens de negócios a Berlim. Quando Oren morre em um acidente automobilístico em Israel, Thomas viaja para Jerusalém buscando respostas sobre a morte dele. Com uma identidade secreta, Thomas se infiltra na vida de Anat, a viúva de seu amante, convertendo-se em ajudante de cozinha no bar que ela comanda.

Peles: o primeiro longa do diretor espanhol Eduardo Casanova traz as histórias de pessoas com diferenças físicas, que, por este motivo, se viram obrigadas a se esconder, se tornar reclusas ou se unir. Entre elas, Samantha, uma mulher com o sistema digestivo de cabeça para baixo, Laura, uma menina sem olhos, e Ana, que possui o rosto deformado. Juntas, esforçam-se para se encontrar em uma sociedade que só entende uma forma física e maltrata o diferente.


BAIXE O APP SONDER E APROVEITE O MELHOR DE CADA CIDADE!
iOS: http://bit.ly/sonderios
Android: http://bit.ly/sonderdroid

San Sebastián
About Sonder LGBT 141 Articles

Sonder é o app gay para viagens! Já disponível para iOS e Android! Baixe já: http://sonder.lgbt

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*