Rio de Janeiro com chuva: o que fazer?

Como em qualquer outro estado da região sudeste, a época de chuvas no Rio de Janeiro também costuma ser no verão. Estar preparado para os dias chuvosos vai além de ter um guarda-chuva, é ter opções de roteiro. A temperatura não baixa muito, então não é necessário exceder o peso da mala com jaquetas ou calças jeans. Separamos umas opções que vão te entreter – culturalmente ou gastronomicamente ou comercialmente – que não exigir nenhuma capa de chuva:

Museus no Centro
A região central é onde se concentram os principais museus da cidade, por isso, passar um dia se dedicando exclusivamente a arte e apreciando a arquitetura clássica da área é uma mistura infalível. O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) está sempre renovando a programação, além de ser palco de peças de teatro e receber mostras de cinema. Logo ao lado, a Caixa Cultural também tem atrações para todos os públicos e conta com um acervo com grandes nomes da pintura brasileira, como Di Cavalcanti e Bandeira de Mello. Já o palacete de 17.000 metros quadrados datado de 1908 do Museu Nacional de Belas Artes é um atrativo por si só. No entanto, o vasto acervo que ocupa aqueles corredores e salões com pinturas, desenhos, gravuras, esculturas de artistas brasileiros e estrangeiros, deixam qualquer visitante fascinado.

Antiga Fábrica da Bhering
Esta antiga fábrica de chocolates e café estava abandonada, até que artistas, designers e fotógrafos decidiram se instalar nas muitas salas do espaço, com um clima industrial berlinense entre as ladeiras do Santo Cristo. Atualmente, o prédio tem marcas de moda, lojas de decoração, ateliês que abrem as portas para os eventos e feiras que acontecem por toda a Bhering nas tardes dos finais de semana, para dar visibilidade a novos expositores, sempre com público moderno, som de bandas indie e DJs, comidinhas de novos produtores e bons drinks.

The Maze
Listado como um dos melhores destinos de jazz do mundo por seis anos consecutivos pela revista Downbeat, este labirinto musical no alto de uma comunidade no bairro do Catete é um destino único. Além dos históricos shows que atraem cariocas e turistas, o The Maze também é uma galeria de arte; faz eventos aos finais de semana como feijoadas e tardes dedicadas à culinária indiana, e ainda funciona como bed & breakfast nos três quartos do casarão, que mais parece uma versão das obras do arquiteto catalão Antoni Gaudí.

Foxton
Moda solar e refrescante traduzida em linhas de roupas que mesclam beachwear autêntico, com alfaiataria despojada em uma proposta adequada tanto para os dias praianos, quanto para explorar a cidade. A Foxton vem ganhando cada vez mais espaço na moda masculina brasileira, justamente por sua originalidade e por conseguir agradar a diferentes públicos, sem perder a alma tipicamente carioca de quem está sempre com a cabeça na natureza. Os boardshorts de estampas nada óbvias, t-shirts descoladas e camisaria de linho são o carros-chefe da marca, que ainda conta com “design bar” em suas principais lojas.

Frey Kalioubi
A galeria é atualmente sinônimo de vanguarda carioca com um toque berlinense. Por meio de uma curadoria vanguardista de produtos que vão de roupas e acessórios a livros de editoras independentes, o espaço no centro da cidade recebe criações dos principais novos designers brasileiros, como André Namitala da sofisticada Handred e as peças genderless de Guto Carvalho Neto. Frequentemente a Frey realiza eventos para lançamentos de coleções, além de exposições de arte e design, leituras e performances.

BAIXE O SONDER E SAIBA TUDO O QUE PRECISA SOBRE O RIO DE JANEIRO!
iOS: http://bit.ly/sonderios
Android: http://bit.ly/sonderdroid

About Sonder LGBT 141 Articles

Sonder é o app gay para viagens! Já disponível para iOS e Android! Baixe já: http://sonder.lgbt

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*