CineSesc recebe a 6ª edição da Mostra Tiradentes

tiradentes

De 15 a 21 de março, o público de São Paulo é convidado para conferir um panorama do cinema brasileiro contemporâneo com a realização da Mostra Tiradentes|SP 2018. Considerada a maior plataforma de lançamento de cinema autoral, com 21 edições já realizadas em Minas Gerais, a Mostra Tiradentes chega a São Paulo apresentando todos os filmes vencedores da edição mineira de 2018, além de outros destaques exibidos na 21ª Mostra Tiradentes e títulos selecionados especialmente para São Paulo. Neste ano, o evento chega a sua 6ª edição consecutiva no CineSesc (Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César), apresentando uma rica programação que inclui, além da exibição de filmes, debates e ações formativas. A Mostra Tiradentes|SP é uma realização da Universo Produção e do Sesc – SP.

 Consolidada como o evento do cinema brasileiro na capital paulista, a Mostra Tiradentes|SP apresenta, em sete dias de programação, 32 filmes (14 longas e 18 curtas), 19 sessões de cinema10 bate-papos com realizadores, um laboratório, uma oficina e um debate conceitual. A Mostra SP será norteada pela temática “Chamado Realista” abordada na edição mineira da 21ª edição da Mostra Tiradentes (janeiro), com o intuito de ampliar a reflexão com discussões e perspectivas. 

 A abertura da programação será no dia 15 de março, às 20 horas. A cerimônia contará com a homenagem ao ensaísta, pesquisador e professor Ismail Xavier e uma performance audiovisual que apresentará a temática, a programação e o conceito do evento com novas vozes e olhares e o propósito de refletir sobre as relações intercambiáveis entre cinema e vida. Na sequência, a sessão em pré-estreia nacional do filme vencedor “Baixo Centro”, dirigido por Ewerton Belico e Samuel Marotta, eleito pelo Júri da Crítica da 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes Melhor filme da Mostra Aurora. Após a sessão, os diretores participam de bate-papo mediado pela curadora Lila Foster.

 abertura tem entrada gratuita, com retirada de ingressos com uma hora de antecedência no CineSesc. As demais sessões terão ingressos a preços populares: R$ 3,50 para associados Sesc (com apresentação da carteirinha plena), R$ 6 (meia-entrada) e R$ 12 (inteira).

 HOMENAGEM ISMAIL XAVIER

Pela primeira vez, a Mostra Tiradentes|SP elege um homenageado especialmente para a itinerância paulista do evento, o ensaísta, professor e pesquisador Ismail Xavier. Destacando a importância de reconhecer profissionais que integram a vida acadêmica e são responsáveis pela formação de vários profissionais, a mostra escolhe o Ismail Xavier por representar este campo de atuação e ser personalidade indiscutível no cenário cinematográfico nacional, referência em discussões dentro e fora do ambiente acadêmico. Com uma vida dedicada ao cinema brasileiro e consistente currículo que agrega publicações de livros, pesquisas, formação de gerações de realizadores e pesquisadores, o homenageado receberá o Troféu Barroco no dia 15 de março, durante a cerimônia de abertura do evento.

Integra também a homenagem a exibição do filme “Escola de Cinema”, direção Angelo Ravazi – um documentário sobre a Escola de Comunicação e Artes da USP, na qual Ismail Xavier é hoje Professor Emérito. A sessão especial será no dia 17 de março, sábado, às 16h30, seguida de um debate com o diretor, o homenageado e mediação do curador Cleber Eduardo.

MOSTRA AURORA

Dedicada exclusivamente para a exibição de trabalhos de diretores em início de carreira, independente da idade, mas que tenham até três longas realizados, a Mostra Aurora chegou, em 2018, à sua 11ª edição. Com curadoria assinada por Cléber Eduardo e Lila Foster, o recorte reúne filmes inéditos que primam pela comunhão entre inquietação formal e condições materiais modestas. Depois de concorrerem ao prêmio do Júri da Crítica na 21ª Mostra de Tiradentes, eles chegam a São Paulo, para sua segunda exibição. Sete filmes integram a seleção: “Ara Pyau – A Primavera Guarani” (SP); “Baixo Centro” (MG), de Ewerton Belico e Samuel Marotta; “Dias Vazios” (GO), de Robney Bruno Almeida; “Imo” (MG), de Bruna Schelb Correa; de Carlos Eduardo Magalhães; “Lembro mais dos Corvos” (SP), de Gustavo Vinagre; “Madrigal para um Poeta Vivo” (SP), de Adriana Barbosa e Bruno Mello Castanho; e “Rebento” (PB), de André Morais.

Para o curador Cléber Eduardo, a Mostra mantém seu norte diante de uma cada vez maior heterogeneidade de estilos autorais fortes. “São muitos filmes em apenas sete selecionados, e são esses sete por suas peculiaridades, na relação entre si, a todos os outros selecionados e também aos não selecionados, entre o que está e não está em evidência”, diz. O que se apresenta é uma variedade de universos, estilos e olhares em constante renovação geracional e de modos de produção.  Eleito pelo Júri da Crítica Melhor Filme da Mostra Aurora, Baixo Centro (MG) integra a programação de abertura da Mostra Tiradentes | SP, no dia 15 de março. Todos os filmes da Mostra Aurora contam com bate-papos com os diretores logo após a exibição.

MOSTRA FOCO

Também avaliada pelo Júri da Crítica na 21ª Mostra de Tiradentes, a Mostra Foco será exibida em sua totalidade na capital paulista. Geralmente muito atrativo ao público – devido à duração dos filmes e à possibilidade de se assistir a títulos variados numa mesma sessão –, o curta-metragem sempre teve em Tiradentes um tratamento especial na programação, sendo a Mostra Foco um dos recortes mais aguardados. Sobre esta edição, os curadores Camila Vieira, Francis Vogner dos Reis e Pedro Maciel Guimarães, destacam: “Selecionamos curtas que produzem estranhamentos, escapam de eventuais expectativas e abraçam o inesperado como força motriz do gesto cinematográfico. Os filmes projetam também o olhar de quem realiza, a partir de uma ousadia na elaboração formal, que busca convocar modos distintos de aproximações com o presente”, destacam os curadores Camila Vieira, Francis Vogner dos Reis e Pedro Maciel Guimarães.

Ao todo, dez filmes de 5 estados integram a seleção: “A Retirada Para um Coração Bruto, de Marco Antonio Pereira” (MG) – eleito Melhor Curta pelo Júri Popular“Calma”, de Rafael Simões (RJ) – eleito Melhor Curta pelo Júri da Crítica“Estamos Todos Aqui”, de Chico Santos e Rafael Mellim (SP) – vencedor do prêmio Canal Brasil de Curtas eleito pelo Júri Canal Brasil“Fantasia De Índio”, de Manuela Andrade (PE); “Febre”, de João Marcos De Almeida, Sergio Silva (SP); “Iara”, de Erika Santos e Cássio Pereira Dos Santos (MG); “Inconfissões”, de Ana Galizia (RJ); “Outras”, de Ana Julia Travia (SP); “Peito Vazio”, de Yuri Lins e Leon Sampaio (PE); e “Sr. Raposo”, de Daniel Nolasco (GO)

MOSTRA PAULISTA

Destaque deste ano, a participação de filmes produzidos em São Paulo surpreende na programação da Mostra Tiradentes |SP: dos 32 filmes exibidos, 20 são paulistas (09 longas e 11 curtas), incluindo obras apresentadas na 21ª Mostra Tiradentes e outros títulos selecionados especialmente para a itinerância. Celebrando a boa safra, o evento apresenta como novidade deste ano a Mostra Paulista, que reúne 3 longas do estado de São Paulo. Dois deles inéditos, convidados especialmente para integrar esta programação: “Pássaro Transparente”, de Dellani Lima, e “Berço Esplêndido”, de Lucas Acher. “Platamama”, de Alice Riff, completa a seleção dos curadores Cleber Eduardo e Lila Foster.

 MOSTRA FOCO SP

Destaque a parte, os curtas do estado são também celebrados em uma seleção especial, a Mostra Foco SP: “A mostra Foco SP, inspirada no nome da mostra competitiva do festival mineiro, traz as produções que motivaram o olhar e a emoção dos membros da curadoria e tem como ponto comum terem sido feitos em São Paulo. Todos eles abordam o universo urbano de maneira ao mesmo tempo particularizada e universal; questionam ocupações humanas, relações interpessoais e profissionais, situações afetivas. São filmes que transpõe para a tela o espaço urbano caótico e fascinante da cidade, sem deixar de lado a relação com a história do cinema que alimenta seus cineastas”, sintetizam os curadores Camila Vieira, Francis Vogner dos Reis e Pedro Maciel Guimarães.

Integram a seleção “Vaca Profana”, de René Guerra; “Na vida, quem perdeu o telhado, recebe as estrelas”, de Henrique Zanoni, “Memórias de um primeiro de maio”, de Danilo J. Santos; e “Sweet Heart”, de Amina Jorge. Todos os filmes foram também exibidos na 21ª Mostra Tiradentes, em diferentes recortes.

MOSTRA CHAMADO REALISTA

Destacando a temática desta edição, a Mostra Tiradentes | SP apresenta a Mostra Chamado Realista, reunindo curtas e longas. O conceito, definido pela dupla de curadores Cléber Eduardo e Lila Foster, se distingue do que é normalmente conhecido por realismo na história do cinema (marcado pela busca de um certo apagamento das mediações de linguagem e da representação de um olhar sobre algum aspecto da vida social) e segue o viés contrário, o da percepção mais explícita dos mecanismos estéticos. “O cinema contemporâneo parece apontar para novas maneiras de contato com o real, principalmente numa representação que traz na sua forma e estilo o desejo de uma dramaturgia – no caso da ficção, calcado no lastro da experiência de mulheres e homens. O trabalho para chegar até a experiência realista inclui muitas vezes métodos e perspectivas diretoriais que retiram o texto dos atores de suas vidas reais, uma combinação entre ficção e fatos da vida que se reflete no perfil naturalista de muitas das atuações contemporâneas”, diz Lila Foster.

A sessão de curtas reúne os filmes “Peripatético”, de Jéssica Queiroz; “Ainda se morre na fila do hospital”, de Lucas Guerra; “azul vazante”, de Julia Alquéres; e “Universo Preto Paralelo”, de Rubens Passaro – todos de São Paulo. Já a seleção de longas é composta pelo filme mineiro “Lírios não Nascem da Lei”, de Fabiana Leite, e o paulista “Escolas em Luta”, de Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques e Tiago Tambelli, eleito Melhor Longa da 21ª Mostra Tiradentes pelo Júri Popular, a ser exibido no dia 18 de marços, às 17h, e seguido de um bate-papo com os diretores e mediação da curadora Lila Foster.

FILME DE ENCERRAMENTO

No dia 21 de março, às 21h, o público da capital paulista poderá conferir o filme “Inaudito”, de Gregorio Gananian, vencedor da Mostra Olhos Livres eleito pelo Júri Jovem na 21ª Mostra de Tiradentes. Após a sessão, o diretor participará de um bate-papo com mediação do curador Francis Vogner dos Reis.

LABORATÓRIO, OFICINA E DEBATE

Completando a programação da Mostra Tiradentes | SP, momentos de reflexão e troca de experiências se somam às exibições de filmes. Grande novidade deste ano, o laboratório o LAB | IMERSÃO DOCBRASIL, ministrado pelo curador Cleber Eduardo, se configura como uma oportunidade singular para realizadores em início de carreira com projetos de documentário em desenvolvimento, buscando promover uma imersão nas idéias, escolhas, particularidades e estéticas. O laboratório acontecerá de 16 a 19 de março, no CineSesc.

Outro destaque, a oficina “Atuação no Cinema Realista, a ser ministrada pelo ator, diretor e professor Renan Rovida, busca estimular a vivacidade nas atuações em cinema-essência da atuação e pressuposto a qualquer dos caminhos do(s) realismo(s): a verdade sem a qual nenhum ator/atriz realista inicia seu trabalho. As aulas serão ministradas entre os dias 17 e 20 de março, no CineSesc (rua Augusta, 2075 –bairro Cerqueira Cesar) e integra a programação da Mostra Tiradentes|SP. As inscrições deverão ser feitas presencialmente no balcão de atendimento do CineSesc, no horário das 13h30 às 21h30.  Para aqueles que tiverem a carteirinha do Sesc (credencial plena), as inscrições serão feitas de 02 a 09 de março e a partir do dia 10 de março, até se esgotarem as vagas, para o público em geral. Os interessados deverão apresentar um breve currículo e a credencial plena (no caso de associados) ou o RG (para o público em geral). Para receber o certificado, o aluno deverá comparecer em todas as aulas. Os valores das inscrições são: R$ 10,00 para associados Sesc (com apresentação da carteirinha plena), R$ 20,00 (estudante) e R$ 40 (inteira).

No dia 20, terça-feira, às 19h, no hall do CineSesc, será promovido o debate “O Chamado Realista Em São Paulo”, com a participação dos cineastas Jéssica Queiroz e Rubens Passaro e mediação da curadora Camila Vieira. A conversa dá continuidade às discussões iniciadas durante a 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes (janeiro) com foco nas questões e enfoques do cinema brasileiro contemporâneo no contexto da temática Chamado Realista, destacando o cenário e produção paulista.

***

Acompanhe a Mostra Tiradentes |SP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2018.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: mostratiradentes.com.br | sescsp.org.br

No Twitter: @universoprod     @CineSesc_sp

No Facebook: mostratiradentes  | CineSescsaopaulo

No Instagram: @universoproducao   @CineSesc

 

***

CineSesc

Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César – São Paulo, SP

(11) 3087-0500

www.sescsp.org.br

 

Sobre Sonder LGBT 259 Articles
Sonder é o app gay para viagens! Já disponível para iOS e Android! Baixe já: http://sonder.lgbt

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta