Última semana do Itinerante Mercado em São Paulo

Itinerante Mercado
Foto: divulgação
Até o dia 15 de abril o Itinerante estará celebrando o empreendedorismo. Para tanto, além das vendas das marcas parceiras como Estudioacasatorta (Botânica), NóS designcolab (design de produto), Marcenaria Maria Joaquina, Mai Mai (moda feminina), Casa Mo (joalheria), Rever Clothing (moda masculina), Jaci Natural (cosmética natural), Essências da Terra (aromaterapia), Tetilis (joalheria), Aflora (Botânica),  Aflora cosmetica natural (cosmética natural), Atitocou (joalheria), Soapy (Cosmética natural), Natma Cosméticos Naturais (Cosmética natural), Goya (bijuteria), Ateliê Giuliana De Fiori (moda e tingimentos artesanais), PontoLinhaForma (cerâmica),  o evento terá alguns convidados especiais que compartilharão suas experiências com o público. Serão conversas dedicadas ao empreendedor autônomo e seu impacto sócio-econômico cultural.
E como na edição passada, os “ateliês abertos” funcionarão como uma demonstração dos processos de desenvolvimento de produto que sua marca utiliza.
SERVIÇO – ITINERANTE

Sobre a Vila Madalena, em São Paulo
Uma das características mais pitorescas do bairro é o nome de suas ruas. São nomes líricos como: Paulistânia, Harmonia, Girassol, Purpurina, Wisard e Original. Segundo historiadores, as ruas foram batizadas por sugestão de estudantes, participantes do movimento anarquista. A adoção de nomes poéticos tinha a intenção de quebrar a tradição urbana de homenagear autoridades públicas.

Hoje, o bairro de São Paulo abriga uma concentração ímpar de ateliês e centros de exposições artísticas. Lojas de vanguarda e escolas de música e teatro também compõem as características do lugar.

A associação de moradores organiza feiras para mostrar os talentos artísticos do bairro e um festival anual – a famosa “Feira da Vila” – que atrai gente de toda a cidade, com shows e barracas de artesanato. Uma vez por mês, as lojas e ateliês fazem um fim-de-semana com todos os produtos na calçada e uma van leva gratuitamente os visitantes para conhecer os pontos mais interessantes do bairro.

A partir de 2014, o bairro, que vinha concentrando um grande número de festas populares, como os carnavais de rua, passou a ter estas atividades diminuídas. Uma das maiores concentrações, e que causou mais polêmica, foi durante os jogos da Copa do Mundo de 2014, que chegou a reunir 70 mil pessoas de uma só vez, em eventos que ficaram conhecidos como “Carnacopa”. Aquela grande concentração levou os moradores do bairro a ingressarem no Ministério Público com uma representação, naquele mesmo ano, denunciando alegados transtornos que passaram, como roubos, depredação, tráfico de drogas, atentado ao pudor e outros. No carnaval de 2018, por proibição da prefeitura, pela primeira vez o bairro deixou de receber o tradicional desfile de blocos carnavalescos. No entanto, nem todos concordaram com esta decisão, como o jornalista e morador do bairro, Hélio Schwartsman.

About Sonder LGBT 259 Articles
Sonder é o app gay para viagens! Já disponível para iOS e Android! Baixe já: http://sonder.lgbt

Be the first to comment

Deixe uma resposta